Ordem dos Frades Menores Conventuais - Custódia Provincial Imaculada Conceição - Franciscanos Conventuais do Rio de Janeiro - PAZ & BEM!!!

quinta-feira, 13 de julho de 2017

Franciscanos e a crise na Venezuela

COMUNICADO
Irmãos, paz e bem!
A Família Franciscana da Venezuela, perante a gravidade da crise que vive o país e respondendo ao chamado da Santa Sé, a conferência episcopal venezuelana e a sociedade civil, sob o sentimento e a preocupação do que vivemos atualmente na Venezuela, fazemos este comunicado que procura expressar a nossa inquietação perante os fatos.
Como cristãos, sentimos o chamamento de responder à dor e à necessidade de um povo que clama justiça e liberdade. A Palavra de Deus é forte ao exigir-nos estar do lado do que sofre: "Confortem, confortem o meu povo, diz o Senhor Deus" (Is. 40, 1). Portanto, perante a violação dos direitos humanos, a escassez de alimentos, a violação das leis, das instituições públicas, o abuso de poder, a quantidade de presos políticos e as mortes pelas mãos da Força Armada Nacional Bolivariana (FANB) e mortes por falta de medicamentos e insumos, fazemos uma chamada a todos os que, de uma forma ou de outra, têm responsabilidade sobre esta grave crise que hoje enfrentamos.

Por sua vez, em consonância com os nossos bispos e as exigências que estes fazem na CVIII Assembleia Plenária Ordinária da Conferência Episcopal, estamos convencidos de que a melhor forma de abordar todos estes problemas não é a construção de uma nova Constituição, mas sim o máximo cumprimento da nossa Constituição atual, pelo que rejeitamos a convocação de uma Assembleia Nacional Constituinte.

Ora, lembre-se que a violência nunca será o caminho para impor um pensamento, mas sim o testemunho que dignificar ao ser humano, por isso exigimos que cesse a violência, a repressão e baixem as armas, e que a FANB cumpra o seu papel e juramento perante a pátria, de cuidar da segurança do povo. Todo aquele que acredita em Deus, deve ter presente que é preciso ser coerente com seus desígnios, lembra o mandamento do amor, como estandarte principal para a transformação de uma sociedade e, o mandamento quinto: "não matarás" (Ex. 20 , 13)
Do mesmo modo, exortamos urgentemente a abrir o canal humanitário e a trabalhar na mão de todas as instituições que possam apoiar o subsídio de alimentos e medicamentos para o nosso país.
Finalmente, queremos encorajar nossos irmãos a continuar orando incessantemente e manter firme a nossa fé e compromisso cristão, a ser instrumentos de paz e nos abandonar nas mãos de Deus, com a segurança que em breve desfrutaremos de uma Venezuela onde reine o amor e, portanto, o perdão.
Que os fatos ocorridos não desanimem e não apaguem o nosso sentimento cristão, ao contrário que nos motivem a fortalecer o nosso serviço, lembrando que somos todos partes de uma sociedade e que como filhos do mesmo Pai, devemos nos reconhecer como irmãos.
"Senhor, faça-me um instrumento da sua paz. Onde houver ódio sempre eu amor; onde houver ofensa, perdão; onde há dúvida, fé; onde há desespero, esperança; onde haja trevas, luz; onde haja tristeza, alegria."

Família Franciscana da Venezuela.
Caracas, 12 de julho de 2017

Fonte: Facebook.com

Nenhum comentário:

Os Mais Vistos