Ordem dos Frades Menores Conventuais - Custódia Provincial Imaculada Conceição - Franciscanos Conventuais do Rio de Janeiro - PAZ & BEM!!!

segunda-feira, 13 de março de 2017

Irmã Miria T. Kolling fala das composições para Nossa Senhora Aparecida

O Santuário Nacional de Aparecida, todo dia 12 de cada mês, nesse ano de 2017 celebra a coroação de Nossa Senhora em comemoração ao jubileu dos 300 anos do encontro da imagem.
::As canções dessa celebração foram compostas pela Irmã Miria T. Koling que contou ao A12.com como Nossa Senhora a inspira no trabalho com a música católica.
Ir Miria
 
"No caso de Aparecida, sinto-me um pouco intérprete da alma cantante do nosso povo devoto, traduzindo seus sentimentos filiais de fé e confiança em Maria..."
“Já compus outras Missas e muitos cantos a Nossa Senhora, sob vários títulos. Maria sempre me inspira, também pelo fato de eu pertencer a uma Congregação Mariana – somos Irmãs do Imaculado Coração de Maria. No caso de Aparecida, sinto-me um pouco intérprete da alma cantante do nosso povo devoto, traduzindo seus sentimentos filiais de fé e confiança em Maria, Mãe e intercessora junto ao Filho, para que jamais nos falte o vinho da alegria e do amor, da justiça e da vida... O desejo está um pouco expresso no título do CD “Glorifica minha alma ao Senhor”, por essa história tocante da imagem da Virgem Aparecida, um dia recolhida nas águas do Paraíba, mais tarde invocada e venerada como padroeira do Brasil. Não há como resistir ou ficar indiferente à sua presença materna em nossa história, em nossas vidas. O que as palavras não conseguem expressar, que o diga a música, glorificando o Senhor com Maria, pelas suas maravilhas em nós e por nós.”
Há mais de 45 anos evangelizando por meio da música, Irmã Miria recebeu um pedido do Santuário Nacional para compor as músicas da missa dos 300 anos e para isso fez uma preparação espiritual.
 
"...estive algumas vezes em Aparecida, sentindo “in loco” a presença maternal de Maria, o que sempre me comove. Assim, por mais de um ano, fui compondo e trabalhando a Missa."
“Num primeiro momento, fiz retiro de alguns dias com Jesus e Maria no Carmelo de Santa Teresa, bairro Jabaquara, aqui em São Paulo. Sou muito amiga das Irmãs Carmelitas, e nada melhor do que o Carmelo, ambiente orante e silencioso, bem favorável à experiência de Deus, à contemplação e inspiração musical para o louvor do Senhor, segundo o Coração de Maria, nossa querida Mãe Aparecida. Depois, ao longo de vários meses, fui buscando inspiração, rezando, compondo... Também estive algumas vezes em Aparecida, sentindo “in loco” a presença maternal de Maria, o que sempre me comove. Assim, por mais de um ano, fui compondo e trabalhando a Missa”, contou.
A celebração dos 300 anos no Santuário Nacional acontece todo dia 12 com missa e coroação, as canções são executadas pela orquestra do PEMSA (Projeto de Educação Musical do Santuário Nacional).

Nenhum comentário:

Os Mais Vistos