Ordem dos Frades Menores Conventuais - Custódia Provincial Imaculada Conceição - Franciscanos Conventuais do Rio de Janeiro - PAZ & BEM!!!

terça-feira, 26 de julho de 2016

Papa: "dor e horror por ataque à igreja na França"


Polícia, bombeiros e ambulânciasnas proximidades da Igreja - AFP
Rouen (RV) – Mais um episódio de violência imprevista e desconcertante esta manhã, na França: dois homens armados com facas entraram na igreja de Saint-Etienne de Rouvray, perto de Rouen, e tomaram como reféns o pároco, duas religiosas e dois fiéis durante a missa, por volta das 10h.

Um dos fiéis, segundo relatos, teria fugido e alertado a polícia, que circundou e fechou imediatamente a área. As informações são ainda fragmentárias, mas foi confirmado que um dos reféns, o pároco, foi degolado, e outro estaria entre a vida e a morte. Os dois criminosos foram mortos pela polícia. 

Ambulâncias e outros meios de socorro ainda estão no local. 
O presidente francês, François Hollande, e o ministro do Interior, Bernard Cazeneuve, estão a caminho da cidade. 
O arcebispo de Rouen, Dom Dominique Lebrun, encontra-se na Polônia, com padres e grupos de jovens participantes da JMJ de Cracóvia. Segundo fontes locais, ele foi informado e deve retornar com urgência à sua diocese. 
Por enquanto não se conhecem os motivos do ataque. O inquérito ao caso foi já entregue à procuradoria antiterrorismo, SDAT, e à direção geral de segurança interior (DGSI).

“É uma notícia terrível, que se soma a uma série de violências que nestes dias já abalaram todos nós, gerando imensa dor e preocupação. Acompanhamos a situação e aguardamos novas informações para tentarmos entender o que aconteceu”: é a declaração do porta-voz da Santa Sé, Padre Federico Lombardi.

“O Papa está informado e participa da dor e do horror por esta violência absurda, condenando radicalmente toda forma de ódio”, afirmou Pe. Lombardi aos jornalistas agora há pouco.

Segundo a Santa Sé, “o episódio abala ainda mais por ter ocorrido em uma igreja, local sagrado em que se anuncia o amor de Deus, onde foi barbaramente morto um sacerdote e envolvidos alguns fiéis”.

Ainda na declaração, Padre Lombardi manifesta a proximidade da Santa Sé à Igreja na França, à Arquidiocese de Rouen, à comunidade atingida e ao povo francês. 

(CM)

Fonte:http://br.radiovaticana.va/news/2016/07/26/papa_dor_e_horror_por_ataque_à_igreja_na_frança/1246759

_______________________________________________________________________________



Cidade do Vaticano (RV) - O Santo Padre enviou uma mensagem de pesar ao Arcebispo de Rouen, França, Dom Dominique Lebrun, pelo atentado perpetrado, nesta terça-feira (26/07), na igreja de Saint-Etienne de Rouvray, onde pelo menos três pessoas morreram.

O refém morto é o Pe. Jacques Hamel, de 84 anos, que teria sido degolado. As outras duas vítimas são os agressores que foram mortos pela Polícia. Além disso, três pessoas ficaram feridas. Uma delas é uma religiosa que foi hospitalizada em estado grave e um policial que ficou ferido durante a operação. O Estado Islâmico reivindicou a autoria do ataque.

Na mensagem, assinada pelo Secretário de Estado, Cardeal Pietro Parolin, o Papa assegura sua proximidade espiritual e se une em oração ao sofrimento das famílias e à dor da paróquia e da Arquidiocese de Rouen.

O Pontífice pede a Deus, Pai de misericórdia, para que acolha Pe. Jacques Hamel na paz de sua luz e conforte as pessoas atingidas. O Papa está perplexo com este ato violento e pede a Deus a paz para o mundo.

Francisco pede ao Senhor para que inspire pensamentos de reconciliação e fraternidade neste novo evento e derrame sobre cada pessoa suas bênçãos copiosas.

O telefonema do Presidente francês ao Papa

O Presidente da República da França, Françoise Hollande, por sua vez, telefonou ao Papa Francisco para expressar a tristeza do povo francês após o assassinato hediondo do Padre Jacques Hamel por dois terroristas, na Igreja de Saint-Etienne-du-Rouvray. A informação foi publicada no site do Palácio Eliseu.

O mandatário francês disse ao Papa que “quando um padre é atacado, toda a França é ferida e que será feito de tudo para proteger nossas igrejas e locais de culto”.

Hollande recordou ao Pontífice o papel da França na defesa dos cristãos do Oriente. E nestas circunstâncias tão dolorosas e assim duras, ele desejou que o espírito de harmonia prevaleça sobre o ódio.

Cardeal Jean-Louis Tauran

Por sua vez, o Presidente do Pontifício Conselho para o Diálogo Inter-religioso, Cardeal Jean-Louis Tauran, manifesta a sua participação nesta “grande provação que a comunidade católica na França está vivendo hoje” e expressa “sua comunhão espiritual e solidariedade na esperança”. (MJ)

Fonte: http://br.radiovaticana.va/news/2016/07/26/atentado_em_rouen_francisco_pede_a_deus_paz_para_o_mundo/1246924

Nenhum comentário:

Os Mais Vistos