Ordem dos Frades Menores Conventuais - Custódia Provincial Imaculada Conceição dos Franciscanos Conventuais do Rio de Janeiro - PAZ & BEM!!!

sexta-feira, 20 de maio de 2016

Ser confessor no Vaticano

Cidade do Vaticano (RV) – O frei italiano Pedro Antonio Buonamassa tem mais de 50 anos de vida sacerdotal, e hoje é confessor-ajudante na Basílica de São Pedro.

Quando jovem, viveu muitos anos como missionário no interior de São Paulo. Em seguida, a estrada o levou à Venezuela, onde permaneceu por mais de 37 anos.

Atualmente, o Franciscano Conventual colabora com a redação hispano-americana da Rádio Vaticano. Durante um intervalo nas gravações, ele conversou com a nossa equipe:

Instrumento de Deus

“O confessor não é outra coisa que um instrumento por meio do qual Deus perdoa e reconcilia o homem a si. Não é fácil abrir o coração a um estranho, porém temos que ter fé que, com este gesto humilde e de arrependimento, eu recebo o perdão de Deus. Recomendo ler o livro que é uma entrevista com o Papa Francisco: “O nome de Deus é misericórdia. Muito bonito este livro”.

Remédio

“A exortação a amar a confissão. Não digo todos os meses, mas não deixar passar dois meses. E, sobretudo, quando um tem um pecado grave, ali está o remédio. Te dou um exemplo: se eu tenho uma enfermidade grave, não fico tranquilo, mas busco o remédio ou o médico. Aqui o médico é o confessor e o remédio, a confissão”.

“Que o Senhor os abençoe a todos, os dê saúde material, é verdade, porém muito mais, a saúde espiritual”.

(rb)
Fonte: http://br.radiovaticana.va/news/2016/05/19/ser_confessor_no_vaticano_o_testemunho_de_um_franciscano/1231068


quinta-feira, 19 de maio de 2016

Selo comemorativo dos 70 anos da presença Franciscana Conventual

Significado do Selo de 70 anos da presença Franciscana Conventual na América Latina e Caribe

Tudo começa e caminha pelo símbolo primário do TAU – a cruz, o frade menor encarna em sua vida o Cristo Crucificado, ele é a atualização de seu modo de ser e de encarar a existência, sempre convocado a ser um com o Senhor Crucificado, nisso está seu modo de fazer missão e ser presença onde quer que vá.
Centralizado, temos o mapa estilizado da América Latina e Caribe, mais que lugares geográficos, são histórias marcadas, e ainda latentes, pela violência, martírios e amor à terra. Chão marcado com o sangue de tantos inocentes ela é rica em diversidade cultural, nisso se desdobra o grafismo colorido ao fundo, que nos remete ao dinamismo da ação do Espírito Santo nesse chão.
O frade, assim como o crucificado, está de braços abertos acolhendo cada uma dessas riquezas culturais e busca, em sua vida e apostolado, encontrar as sementes do Verbo presentes em cada uma dessas culturas; por isso também tem o rosto voltado para o alto, pois sabe de onde vem e a plenitude do serviço a ele confiado.
São 70 anos de lutas, vivências, descobertas, entregas, trabalho, oração e conversão, tudo para a Glória de Deus e o resgate da dignidade humana dos filhos de Deus oriundos deste chão latinoamericano.
#OFMConv70 #70anosFALC
(Lúcio Américo de Oliveira)
http://www.lucioartesacra.com/

Revisão do Missal Romano

Mais da metade da revisão do missal em português já está concluída

Primeira reunião do ano da comissão da CNBB encarregada por fazer a revisão da tradução do missal romano, de acordo com as orientações feitas pela Congregação do Culto Divino em 2011

A Comissão Episcopal para os Textos Litúrgicos (Cetel) da CNBB realizou a primeira reunião do ano. O grupo que trabalha com a revisão da tradução do missal romano segue suas atividades até hoje, 18.

O trabalho dessa comissão tem como objetivo fazer a revisão da tradução do missal romano, de acordo com as orientações feitas pela Congregação do Culto Divino em 2011.

De acordo com dom Armando Bucciol – segundo informou o site oficial da CNBB – presidente da comissão, a tradução do documento – do latim para a língua portuguesa – deve procurar ser fiel ao texto original.

Os membros da comissão são: o arcebispo de Mariana (MG), dom Geraldo Lyrio Rocha; arcebispo de Belém (PA), dom Alberto Taveira Corrêa; e os bispos de Cornélio Procópio (PR), dom Manoel João Francisco; de Uruguaiana (RS), dom Aloísio Alberto Dilli; e o auxiliar de Brasília (DF) dom José Aparecido Gonçalves de Almeida. Segundo a CNBB, a Cetel já concluiu mais da metade da revisão do missal.

Também participou da reunião o assessor da Comissão, frei Faustino Paludo e o padre José Weber. A próxima reunião da Comissão deverá acontecer em junho.

Fonte: https://pt.zenit.org/articles/mais-da-metade-da-revisao-do-missal-em-portugues-ja-esta-concluida/

Os Mais Vistos