Ordem dos Frades Menores Conventuais - Custódia Provincial Imaculada Conceição - Franciscanos Conventuais do Rio de Janeiro - PAZ & BEM!!!

quarta-feira, 13 de novembro de 2013

VIDA CONSAGRADA: FRATERNIDADE


"É do amor de Deus, difundido em nossos corações, por meio do Espírito, que a comunidade religiosa se origina e por ele se constrói como uma verdadeira família reunida em nome do Senhor." 
A vida Consagrada é chamada a ser no mundo testemunho profundo de sua relação com o mistério da Santíssima Trindade. É uma irradiação do amor de Deus que quando acolhido se difunde de diversos modos. Na Vida Consagrada este modo se dá principalmente na vida fraterna. 


A vida fraterna só se realiza quando está enraizada no mistério de Nosso Senhor Jesus Cristo e de sua relação com o Pai e o Espírito Santo. É deste amor que move e ordena as três pessoas divinas que cada consagrado pode responder com liberdade a sua vocação: "Amai-vos uns aos outros como eu vos amei" (Jo 13, 12).
Fundamentar a vida fraterna no mistério trinitário é testemunhar que tudo que temos vem do Senhor e que sem Ele nada poderíamos fazer. É afirmar que Deus é a nossa única e verdadeira fonte, princípio e origem de toda a nossa existência. 
A partir desta experiência profunda com Deus o consagrado consegue testemunhar entre todos os irmãos  a qual vocação foi chamado: ao Amor. Neste Amor se encontra a liberdade de ter um só Senhor, Pastor e Guia de sua vida. Vida fraterna que acontece de modo singular entre irmãos em busca de um mesmo ideal. E o que torna fraterno o consagrado não é somente a proximidade e a presença na comunidade. Mas também, a participação na única e mesma origem de todas as criaturas: o Pai de Nosso Senhor Jesus Cristo.
Desse modo, vida fraterna é serviço, doação, minoridade, seguimento, caridade, fidelidade, oração e entrega total a Deus por meio da consagração ao Reino de Deus presente em cada irmão e irmã. É a profunda experiência de liberdade que encontra em Deus seu único sentido. 
Assim, somos chamados "a ter os mesmos sentimentos e o mesmo amor de Cristo. Cordiais e unânimes. Com grande humildade, julguemos os outros melhores do que nós mesmos. Ocupemo-nos dos interesses dos outros e não somente dos nossos. Nossas relações sejam mútuas e fundadas sobre o fato de que estamos unidos a Cristo Jesus" (Fl 2,2-5).

Texto da Equipe Vocacional OFMConv (Site: www.despertarfranciscano.com)

Nenhum comentário:

Os Mais Vistos