Ordem dos Frades Menores Conventuais - Custódia Provincial Imaculada Conceição - Franciscanos Conventuais do Rio de Janeiro - PAZ & BEM!!!

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

12º Capítulo Eletivo Custodial 2013 - 2017

Os frades constituídos em autoridade, exerçam-na no espírito do Fundador; "os irmãos, porém, que são súditos, lembrem-se que, por Deus, renunciaram à própria vontade. Por isso ordeno-lhes firmemente, que obedeçam aos seus ministros em tudo o que prometeram ao Senhor observar, e que não for contrário a sua alma e a nossa Regra" (RB 10, 2-3)


Inicia hoje a primeira fase (07 a 11 de outubro) do 12º Capítulo Eletivo Custodial - na cidade de Araruama, região dos lagos do estado do Rio de Janeiro - da Custódia Provincial Imaculada Conceição da Ordem dos Frades Menores Conventuais. Este é momento de grande importância na vida Franciscana, não só pelo fato da eleição do governo (e outros ministérios) que estará a serviço nos próximos quatro anos na Custódia, mas pelo fato primordial de se celebrar a vida fraterna com todos os frades de uma mesma jurisdição (em particular nos casos de um Capítulo Custodial ou Provincial) e juntos avaliarem o último governo e se lançarem aos desafios do próximo quadriênio. Segue um texto (adaptado do site franciscanos.org.br )explicando a importância do Capítulo na vida da Ordem Franciscana.

"Capítulo" foi uma forma encontrada pelos institutos de vida religiosa, como assembléia institucionalizada, reunindo os membros convocados em seus diferentes níveis, para abordar questões relacionadas com a forma de vida professada(Dicionário Franciscano: Capítulo). 

A Ordem Franciscana, desde seus inícios, consagrou os Capítulos, quer Geral, Provincial ou Conventual, com particulares características de fraternidade, conscientes do carisma. Os Capítulos sempre tiveram importância na vida da Ordem, para não perderem de vista o espírito primitivo fundacional. Já de início, São Francisco exigia de seus frades encontros fraternos como condição fundamental de vida. 

Quando a Fraternidade tinha atingido o número de oito frades, Francisco os reuniu e lhes falou muitas coisas do Reino de Deus, da conversão pessoal, da abnegação de si mesmo, depois os separou dois a dois e os enviou para os quatro cantos do mundo, para que anunciassem a paz e a penitência. A segunda reunião aconteceu no retorno deles, quando prestavam conta de seus atos e se penitenciavam por não terem sido suficientemente fiéis. Desses dois encontros já se depreende com facilidade os elementos constitutivos de um capítulo: vida espiritual, organização da vida em comum e organização da vida apostólica. "Reuniam-se com prazer e gostavam de estar juntos" (1 C 1,39). Porque eram peregrinos e itinerantes, viam a reunião fraterna como uma forma de consolidação do projeto de comunhão de vida consagrada ao seguimento de Jesus Cristo. 

• Em 1212, Francisco determinou dois capítulos anuais: um em Pentecostes e outro em setembro, na festa de São Miguel (em torno de 300 frades); 


• Em 1216, Jacques de Vitry afirmava que os frades se reuniam uma vez por ano, em lugar marcado, para se alegrarem no Senhor, comerem juntos, para formular e promulgar leis;

• Em 1217, a Ordem é dividida em Províncias, pelo aumento do número dos Frades e para facilitar o governo. Começam os Capítulos Gerais, formados com os Ministros Provinciais (RNB 18), e o Capítulos Provinciais, com a mesma dinâmica dos Capítulo Geral;(RNB 8)

• Em 1223, prescreve-se o Capítulo Geral de três em três
anos, em Pentecostes;

• Em 1239, ao encerrar o mandato de Frei Elias, foram promulgadas as primeiras Constituições Gerais;

• Para São Francisco, o Capítulo Provincial era esperado com ansiedade, pela importância que tinha na vida da Ordem (1B 4,10).

• Os Capítulos Conventuais tiveram início por volta de 1217, quando os frades começaram processo de sedentarização em Comunidades e eremitérios. 
Sentiam também necessidade de organização da vida de oração em comum, da vida comunitária e da vida apostólica própria de cada convento.

• Tendo como sustento e fundamento a Regra e as Constituições o Capítulo está acima de qualquer decisão na vida da Ordem, isto é, o Capítulo é a instância máxima na vida e no agir dos frades, pois é o lugar por excelência onde se deve ser celebrado a fraternidade, em graus diferentes pela sua importância e abrangência: Conventual; Custódio/Provincial; Geral.

• É tafera do Custódio provincial estimular a vida religiosa, os ministérios e as obras dos frades e conforme o nº 153 das Contituições, favorecer o crescimento da Ordem. (Constituições 197 § 1)

• A força do Espírito Santo (Ministro Geral por excelência da Ordem) e o espírito de fraternidade é que dá sustento a todo tipo Capítulo na Ordem Franciscana e que anima os que a compõem.

Nenhum comentário:

Os Mais Vistos