Ordem dos Frades Menores Conventuais - Custódia Provincial Imaculada Conceição dos Franciscanos Conventuais do Rio de Janeiro - PAZ & BEM!!!

sexta-feira, 5 de julho de 2013

A luz da fé

VATICANO, 05 Jul. 13 / 11:53 am (ACI/EWTN Noticias).- O Papa Francisco agradeceu ao Bispo Emérito de Roma, Bento XVI, por sua valiosa contribuição para a encíclica "Lumen Fidei" (A luz da fé), a primeira de seu pontificado, que foi apresentada nesta manhã, no Vaticano.
Na introdução da Encíclica, o Santo Padre destaca que o que está escrito neste documento está em continuidade com o Magistério da Igreja sobre esta virtude teologal e "pretende juntar-se ao que o Papa Bento XVI escreveu nas cartas encíclicas sobre a caridade e a esperança".
Francisco se refere às encíclicas "Deus Caritas Est", sobre a caridade, e "Spe Salvi", sobre a esperança dizendo que o bispo emérito de Roma queria fechar com uma encíclica sobre a fé que não pôde ser concluída antes de sua renúncia em fevereiro deste ano. Sobre Bento, o Papa Francisco disse que "ele já tinha praticamente concluída uma primeira versão desta Carta Encíclica sobre a fé. Agradeço de coração e na fraternidade de Cristo, eu assumo o seu precioso trabalho, acrescentando ao texto algumas reflexões".
O Papa Francisco destacou logo que "o Sucessor de Pedro, ontem, hoje e sempre, está chamado a ‘confirmar seus irmãos’ no inestimável tesouro da fé, que Deus dá como luz no caminho de todo homem".

Francisco afirma ainda que "na fé, dom de Deus, virtude sobrenatural infundida por ele, reconhecemos que nos foi dado um grande amor, que nos foi dirigida uma Palavra boa e que se acolhemos esta palavra que é Jesus Cristo, Verbo encarnado, o Espírito Santo nos transforma, ilumina o nosso caminho para o futuro, e dá asas a nossa esperança para percorrê-lo com alegria".
"Fé, esperança e caridade, em uma sintonia admirável, constituem o dinamismo do cristão rumo à plena comunhão com Deus", disse ele.
Já alguns dias antes da apresentação da encíclica, em diálogo com a Secretaria do Sínodo dos Bispos, o Santo Padre disse sobre o rascunho de Bento XVI que "é um documento forte, um grande trabalho que fez o meu antecessor e que vou terminar".

Nenhum comentário:

Os Mais Vistos