Ordem dos Frades Menores Conventuais - Custódia Provincial Imaculada Conceição - Franciscanos Conventuais do Rio de Janeiro - PAZ & BEM!!!

terça-feira, 23 de abril de 2013

Papa celebra seu onomástico

O Papa Francisco celebrou missa na Capela Paulina com todos os cardeais presentes em Roma, por ocasião do seu onomástico, São Jorge.

Estavam também na Capela o Secretário de Estado, Cardeal Tarcisio Bertone, e o Cardeal-decano, Angelo Sodano, que leu um discurso de parabéns ao Bispo de Roma em nome de todos. Em resposta, Francisco agradeceu por se sentir bem acolhido: “Obrigado, me sinto bem com vocês e gosto disso” – disse.
Recordando a data, o Cardeal Sodano invocou para o Papa e os cardeais “o dom da força cristã, o mesmo que teve São Jorge quando deixou o uniforme militar para vestir o uniforme da fé”.


Na homilia, Francisco lembrou que a identidade cristã não é uma carteira de identidade, mas pertence à Igreja. “É uma dicotomia absurda querer amar Jesus sem a Igreja: identidade significa pertença”. Improvisando, o Papa prosseguiu afirmando que “se não formos cordeiros de Jesus, nossa fé não terá substância”.
Em seguida, invocou o “fervor apostólico”, recordando que é sempre necessário pensar na missionariedade da Igreja, na mãe Igreja que cresce com novos filhos. A este respeito, disse que o a vida cristã e a vida da Igreja caminham sempre das “perseguições do mundo às consolações do Senhor”.

“Se quisermos proceder no caminho da mundanidade, negociando com o mundo como os Macabeus queriam fazer, jamais teremos a consolação do Senhor. Claro, se quisermos apenas a consolação, será superficial, e não a do Senhor”.

Ao descobrir a sua dimensão missionária, a primeira comunidade cristã conheceu a perseguição, mas também a alegria. “A Igreja, assim, é mais Mãe; Mãe de muitos filhos. Torna-se cada vez Mãe, Mãe que nos dá a fé, Mãe que nos dá a identidade”.
Ainda esta manhã, Papa Francisco publicou um novo tuíte dedicado à Mãe de Jesus: “Maria é a mulher do «Sim». Maria, fazei-nos conhecer cada vez melhor a voz de Jesus e ajudai-nos a segui-la!”. 

A conta do Pontífice no Tweeter, em português, é https://twitter.com/Pontifex_pt.

Franciscanos de Assis parabenizam o Papa Francisco


Por ocasião deste aniversário, os frades da Basílica de São Francisco de Assis e de toda a Igreja exprime a sua afeição pelo Papa, Jorge Mario Bergoglio. Muitas felicitações estão vindo para o Papa neste momento de todo o mundo.


São Jorge é venerado como um mártir de Cristo, segundo a tradição, viveu no terceiro século. A figura de São Jorge está envolta de mistério. Há pouca informação que recebemos sobre a sua vida, no entanto, muitas são as lendárias histórias atribuídas a ele. O que é certo é que o culto de São Jorge é muito popular tanto no Oriente como no Ocidente, desde o século IV. Só para dar alguns exemplos: 21 municípios italianos levam o seu nome, é o santo padroeiro da Inglaterra e vários reis escolheram ser chamados como ele. A pouca informação que temos estão no "Passio Georgii" que o "Decretum Gelasianum" entre as várias obras apócrifas.
É claro que São Jorge nasceu na Capadócia e foi trazido pelos pais para a fé cristã. Como adulto, torna-se tribuno do exército do imperador da Pérsia Daciano, mas de acordo com alguns comentários que seria do exército de Diocleciano em 303 e este começou a perseguir os cristãos.
Foi então que Jorge distribuiu os seus bens aos pobres, e de ter rasgado o edital, ele confessa a sua fé, é submetido a torturas e jogado na prisão onde o Senhor teria previsto a sua morte três vezes, e três vezes a sua ressurreição. Assim, os hagiógrafos contar uma série de episódios surpreendentes. A lenda do dragão aparece na Idade Média, quando se processa a sua identidade como um cavaleiro heroico.
Diz-se que na cidade de Silene, na Líbia, os moradores para satisfazer um dragão que vivia em uma lagoa, ofereciam a cada dia um, primeiro duas ovelhas e em seguida uma ovelha e um jovem por sorteio. Um dia, a filha do rei foi sorteada. Passando Jorge neste momento, interveio para salvá-la e atravessou o dragão com sua lança. Então o rei e as pessoas foram convertidos à fé cristã.
A história influenciou profundamente as artes em volta deste episódio, simbolizando, entre outras coisas, a luta contra o mal. Em obras literárias posteriores, como "De situ Terrae Sanctae", de Theodore Perigeta de cerca de 530, afirma-se que em Lida, na Palestina hoje em Lod Tel Aviv, em Israel, houve uma Basílica Constantiniana construída sobre o túmulo de São Jorge e seus companheiros. Embora, portanto, os estudiosos ainda tentam determinar quem era realmente São Jorge, mas sua história, inspirada profundamente pela arte e sua figura foi e ainda é muito querido por todo o mundo cristão.

Fontes: http://www.sanfrancescopatronoditalia.it/23357_San_Giorgio__onomastico_del_Papa__auguri_anche_dai
_frati_della_Basilica_di_San_Francesco_d_Assisi.php#.UXZ5Vj7Mglk e  http://pt.radiovaticana.va/news/2013/04/23/francisco:_a_igreja_é_mãe_de_todos,_cada_vez_mais/bra-685557


Nenhum comentário:

Os Mais Vistos