Ordem dos Frades Menores Conventuais - Custódia Provincial Imaculada Conceição dos Franciscanos Conventuais do Rio de Janeiro - PAZ & BEM!!!

domingo, 9 de dezembro de 2012

Sobriedade e oração para viver bem o Advento


Sobriedade e oração: foi o que pediu Bento XVI durante a oração do Angelus do último domingo, na Praça S. Pedro, para viver o período do Advento.
Hoje a Igreja inicia um novo Ano litúrgico, um caminho que é enriquecido ainda mais pelo Ano da Fé, 50 anos depois da abertura do Concilio Ecumênico Vaticano II. A primeira etapa deste itinerário é o Advento, explicou o Papa, formado no Rito Romano pelas quatro semanas que precedem o Natal do Senhor, ou seja, o mistério da Encarnação.
A palavra «advento» significa «vinda» ou «presença». Na linguagem cristã, refere-se à vinda de Deus, à sua presença no mundo; um mistério que envolve inteiramente o cosmo e a história, mas que conhece dois momentos culminantes: a primeira e a segunda vinda de Jesus Cristo. A primeira é justamente a Encarnação; a segunda é o retorno glorioso no final dos tempos.
Esses dois momentos, que cronologicamente estão distantes – e não sabemos quanto –, se tocam profundamente, porque com a sua morte e ressurreição Jesus já realizou aquela transformação do homem e do cosmo que é a meta final da criação. Mas antes do fim, o desígnio de salvação de Deus requer continuamente a livre adesão e colaboração do homem.
Nas leituras deste domingo, no Evangelho de Lucas Jesus traça a linha de conduta a seguir para estarmos prontos à vinda do Senhor: «Cuidado para que os vossos corações não fiquem pesados pela devassidão, pela embriaguez e pelas preocupações da vida … ficai acordados orando em todo momento» (Lc 21,34.36).
“Sobriedade e oração”, resume o Papa. Em meio aos turbamentos do mundo, ou aos desertos da indiferença e do materialismo, os cristãos acolhem de Deus a salvação e a testemunham com um modo diferente de viver. A comunidade dos fiéis é sinal do amor de Deus, da sua justiça que já está presente na história, mas ainda não foi plenamente realizada, e portanto deve ser sempre aguardada, invocada, buscada com paciência e coragem.
Nossa Senhora encarna perfeitamente o espírito do Advento, feito de escuta de Deus, de desejo profundo de fazer a sua vontade, de alegre serviço ao próximo. “Deixemo-nos guiar por Ela, para que o Deus que vem não nos encontre fechados ou distraídos, mas possa, em cada um de nós, estender um pouco o seu reino de amor, de justiça e de paz.”

Bento XVI pede inclusão social plena para pessoas com deficiências
Ao final da oração dominical do Angelus, na Praça S. Pedro, Bento XVI recordou que segunda-feira (3) se celebra o Dia Internacional dos Direitos das Pessoas com Deficiência.
“Toda pessoa, mesmo com seus limites físicos e psíquicos, mesmo graves, é sempre um valor inestimável, e como tal deve ser considerada. Encorajo as comunidades eclesiais a prestarem atenção e acolhimento a estes irmãos e irmãs. Exorto os legisladores e os governantes a protegerem as pessoas com deficiências e a promoverem sua plena participação na vida da sociedade”, disse o Papa.
O tema de 2012 deste Dia Internacional, instituído pelas Nações Unidas, é “Eliminar as barreiras para criar uma sociedade inclusora e acessível a todos”.
Na mensagem para a ocasião, o Secretário-Geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, cita os Jogos Paraolímpicos de Londres como um exemplo do imenso potencial das pessoas com deficiências para engrandecer-se e servir de inspiração.
“As pessoas com deficiências exercem um efeito positivo notável na sociedade e poderiam contribuir ainda mais se eliminássemos os obstáculos que impedem sua participação. Com mais de dois milhões de pessoas portadoras de deficiências no mundo de hoje, isso é mais importante do que nunca.”
Ban Ki-moon recordou em especial o legendário artista Stevie Wonder, Mensageiro da Paz da ONU, que, segundo o Secretário-Geral, encarna o espírito de serviço ao próximo.
Com o objetivo de impulsionar medidas em prol dos deficientes, a Assembleia Geral da ONU realizará em 2013 uma reunião de alto nível sobre a deficiência e desenvolvimento. “Este Dia Internacional das Pessoas com Deficiências representa o início oficial dos preparativos para esta reunião. Aproveitemos ao máximo esta comemoração, esforçando-nos para garantir que as pessoas com deficiências desfrutem de seus direitos e desenvolvam seu valioso potencial.”

Nenhum comentário:

Os Mais Vistos