Ordem dos Frades Menores Conventuais - Custódia Provincial Imaculada Conceição - Franciscanos Conventuais do Rio de Janeiro - PAZ & BEM!!!

terça-feira, 20 de novembro de 2012

Humanização e sentido da vida.


O valor da pessoa humana adquiriu a grande força de provocar, condicionar e estimular o curso da história. A sociedade globalizada e, ao mesmo tempo, fragmentada convive com uma diversidade de culturas, saberes, ciências em um nível de proximidade e interatividade nunca antes experimentados. Neste cenário, o consenso conceitual acerca do sentido da vida humana se desfaz nas experiências subjetivas de cada indivíduo que, cada vez mais, exige respeito e aceitação da sua identidade.
Essa diversidade desafia a fé cristã, exigindo um compromisso cada vez maior no tocante ao empenho e seriedade da sua pesquisa. Só esse comprometimento é que possibilitará perceber as contribuições presentes nas diversas experiências humanas vividas na contemporaneidade.
Este parece ser um desafio que guia, desde o início, boa parte do labor teológico de Joseph Ratzinger. Numa de suas obras, ele encontra-se assim formulado: «qual é, afinal, o conteúdo e o sentido da fé cristã»1 ? Ou, em outras palavras, como a fé pode auxiliar o ser humano a descobrir o sentido de sua vida2.
Em toda sua vida acadêmica, Ratzinger levou a sério os desafios que a modernidade impõe á fé cristã e o seu desejo é «ajudar a compreender de modo novo a fé como possibilidade de um verdadeiro humanismo no mundo hodierno»3.
Toda sua obra está marcada por esta preocupação em conduzir a razão da fé ao coração do debate filosófico-cultural contemporâneo, tentando mostrar a razoabilidade que esta contém, em relação a outras hipóteses de leitura da realidade e do ser humano.
O ser humano contemporâneo vive no mundo secularizado, pós-metafísico, edificado substancialmente sobre a interpretação científico-matemática da realidade; aquilo que parece dotado de valor é unicamente o “fato”, alcançado pelos métodos das ciências naturais e que pode ser, consequentemente, constatável, dominável, transformado pela intervenção humana.
A razão humana passa, assim, a estar submetida à razão técnica. Contudo, esta razão moderna “traz consigo [...] uma questão que transcende a ela juntamente com as suas possibilidades metódicas”4. No pensamento ratzingeriano, a razão é muito mais vasta do que ela mesmo acredita ser. Sendo uma tarefa do labor acadêmico a redescoberta da vastidão desta razão5 .
Esse é o eixo temático que a Comissão Organizadora da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro propõe para o Segundo Simpósio que, juntamente com a Fondazione Vaticana Joseph Ratzinger – Benedetto XVI, será promovido, nos dias 8 e 9 de novembro de 2012, no Campus da PUC-Rio.
Tomando como base a indagação sobre o que faz o ser humano, humano, isto é, como se dá o processo de humanização da pessoa na atualidade, o título deste II Simpósio será: Humanização e sentido da vida. Divididos em eixos temáticos e de comunicações: filosófico-teológico; midiático; expressões culturais; sócio-econômico; técnico-científico.
(...)
A visita do Papa Bento XVI ao Rio de Janeiro, em virtude da Jornada Mundial da Juventude, em julho de 2013, convoca-nos a preparar, em solo brasileiro, sua chegada, bem como, os futuros ouvintes de sua reflexão e ensinamentos, que, ainda que pontualmente dirigidos aos jovens, interessam e dizem respeito a todos.
Será oportunidade para abrirmos as comemorações dos 40 anos de existência e serviço do Departamento de Teologia da PUC-Rio.
Este Simpósio herda a experiência do primeiro realizado na cidade de Bydgoszcz, na Polônia, nos dias 27 e 28 de outubro de 2011. Um evento dessa natureza constituirá uma possibilidade ímpar para docentes e discentes compartilharem os resultados de suas pesquisas.
A pessoa humana, com suas buscas, com seus desafios e suas elaborações culturais, lida numa ótica teológica, filosófica, econômico-social, ético-político, midiático, artístico-cultural e de outras áreas afins, será apresentada em conferências e comunicações, por professores e pesquisadores de altíssima qualificação internacional. Será uma excelente oportunidade para divulgação de novos conhecimentos, de promoção e elevação da qualidade científica da reflexão, proporcionando a geração de novos conhecimentos acerca da pessoa humana e da busca do sentido de sua vida.
São finalidades desse Simpósio: a divulgação e geração de novos conhecimentos; a promoção e aumento da qualidade da produção científica; o incentivo e apoio à participação de pós-graduandos e docentes de Programas de Pós-graduação em eventos acadêmicos; o fomento da tolerância e abertura dialógica entre fé cristã e mundo acadêmico.
******* 
1 J. ratzinger, Introdução ao Cristianismo, São Paulo 1970, 1.
2 J. ratzinger, Svolta per l’Europa?, Chiesa e modernitá nell’Europa dei rivolgimenti, Cinisselo Balsamo 1991, 50.3 J. ratzinger, Introdução ao Cristianismo, 2.
4 Bento XVI / J. Ratzinger, Fé, Razão e Universidade: Recordações e Reflexões (Discurso de Regensburg), n. 59.
5 Ibidem, n. 62.

Nenhum comentário:

Os Mais Vistos