Ordem dos Frades Menores Conventuais - Custódia Provincial Imaculada Conceição dos Franciscanos Conventuais do Rio de Janeiro - PAZ & BEM!!!

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

CONVocações/Novembro de 2012: A beleza da santidade.

Reflexão por: Frei Marcelo dos Santos Silva, OFMConv.


Estamos em novembro. O final do ano se aproxima. É tempo de pararmos um pouco mais para refletirmos sobre a nossa vida. Pensarmos nas conquistas e realizações deste ano de 2012. Neste sentido, nós do CONVocações trazemos este mês uma matéria escrita por Frei Marcelo dos Santos Silva, OFMConv, um dos nossos estudantes de Teologia que estuda graças a existência de pessoas generosas como o(a) senhor(a).
A Beleza da santidade.
Nós Frades Menores Conventuais, neste mês celebramos todos os santos da Ordem Seráfica; momento e ocasião para refletirmos sobre o papel dos santos em nossa vida de cristãos, e sobre a saúde de nossa fé; como nos propõe o Romano Pontífice, Papa Bento XVI, ao iniciar o ano da fé. Por isso os santos são aqueles que acendem em nós o desejo de sermos melhores e pertencer a Deus, cheios da graça divina, enfim, o desejo de sermos semelhantes a eles. Por isso, mais que pedir graças por intercessão deles, precisamos seguir seu bom exemplo, seu testemunho, sua santidade. Desejamos ser como aqueles que querem o nosso bem e tudo fazem para que possamos participar de sua felicidade.

Os santos movem a Igreja, transformam o mundo, cuidam dos pobres, tem compaixão dos pecadores, sevem a todos. Neles o Evangelho de Cristo se faz carne, o amor de Deus tem o seu primado e o amor fraterno chega à perfeição. Nos santos refulge a luz do sol, que é Deus. A maior aventura da vida é ser santo, ou seja, tornar-se melhor.
O santo não cai do céu. Ele cresce no cotidiano. É alguém extremamente humano, frágil e simples (cf. GS 22). Por outro lado, o santo é totalmente outro, é diferente, porque se reveste de Cristo. Santidade e amor são sinônimos. Sem o amor o evangelho não é anunciado, a missão enfraquece, o mundo se desagrega. Nos santos o amor chega ao seu auge e por eles somos atraídos ao Amor. Entre nós e os santos há um intercâmbio de bens. Eis o tesouro da igreja, ou seja, os santos atraem todos ao Pai, colaboram com o bem da sociedade, incentivam a santidade na Igreja (cf. Lv 19, 2). Não há santidade sem cruz e sem combate espiritual, caminho pelo qual o santo chega à mais perfeita humanização e à mais sublime elevação. Quanto mais se diviniza, mais humano o santo se torna. A santidade está ao nosso alcance, porém ela carrega um preço alto a pagar, porque o santo contradiz as certezas comuns, combate o que é considerado normal, tem a coragem da resistência, liberta da ditadura da moda e da arbitrariedade.

Os santos são aqueles que em épocas tão sufocantes, como estas em que estamos, nos convocam a agir contra tudo que envenena a vida. Eis a beleza da santidade, que nos torna bons, sadios, melhores, alegres, sensíveis e, portanto, verdadeiramente humanos e cristificados. A maior tristeza e frustração é a de não sermos santos.
Amemos, pois, esses nossos benfeitores, que não cessam de interceder por nós.
Todos os santos da Ordem Seráfica rogai por nós!
Pax Bonumque!

Seja um (a) benfeitor (a) e ajude aos jovens a serem evangelizadores como Francisco de Assis; entre em contato:
Custódia Provincial Imaculada Conceição dos Franciscanos Conventuais
(Projeto CONVocações)
Rua Caetano Martins, 42 – Rio Comprido - CEP: 20251-050 Rio de Janeiro-RJ
Fone: (0xx21) 2504-1053
(0xx21) 2273-6040
Email: convrio@uol.com.br

Seja um jovem Franciscano Conventual:

Que o Senhor vos recompense!

Nenhum comentário:

Os Mais Vistos