Ordem dos Frades Menores Conventuais - Custódia Provincial Imaculada Conceição - Franciscanos Conventuais do Rio de Janeiro - PAZ & BEM!!!

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Encontro inter-religioso pela paz em Assis



Celebraremos amanhã o aniversário dos 25 anos deste primeiro memóravel encontro do, então, Papa João Paulo II com líderes de 70 representações religiosas, para rezarem pela paz.
Amanhã, Bento XVI renova esse compromisso concreto para a construção da paz em nosso mundo, junto a líderes religiosos mundiais com a Celebração da Jornada de Reflexão, Diálogo e Oração pela Paz e a Justiça no Mundo.






Hoje, já acontece a vigília na Catedral de São Rufino

.



Que acompanhemos atentamente a essa jornada e que o "Espírito de Assis" ajude a envolver-nos ativamente na promoção da paz, indo ainda mais além no enfrentamento das ameaças ao meio ambiente, colocando-nos, enquanto Fraternidade Franciscana, na defesa da Vida do Planeta.



O Vaticano divulgou o programa oficial do encontro de “reflexão, diálogo e oração pela paz e a justiça no mundo” que vai ocorrer quinta-feira, 27 de outubro, em Assis (Itália), convocado por Bento XVI.
O Papa parte pelas 8h italianas, em comboio, desde o Vaticano, com a companhia de delegações de outras Igrejas e confissões religiosas, rumo à cidade italiana.


Os participantes no encontro reúnem-se na Basílica de Santa Maria dos Anjos, para um conjunto de intervenções, encerradas por Bento XVI, após a projeção de um vídeo com os momentos do Dia Mundial pela Paz celebrado em 1986, por iniciativa de João Paulo II.
Após o almoço, todos os presentes vão dirigir-se em silêncio para a Praça de São Francisco, que acolhe o momento de renovação do “compromisso comum pela paz”.

Participação de budistas e muçulmanos
Uma delegação tailandesa estará presente em Assis, no próximo 27 de outubro, para a Jornada de Reflexão, Diálogo e Oração para a Paz, evento que será celebrado pelo Papa Bento XVI. A guiá-los será o Bispo de Nakhon Ratchasima, Dom Joseph Chusak Sirisut, também Presidente da Comissão para o Diálogo Cultural e Religioso.
O evento, aberto também às pessoas que não se declaram religiosas, será ainda ocasião de comemoração dos 25 anos da primeira Jornada de Assis, celebrada por João paulo II e líderes religiosos mundiais em 27 de outubro de 1986.

Desse grupo proveniente da Thailândia, farão parte líderes budistas e muçulmanos. Entre os quais a fundadora de um importante Centro Budista aberto em 1987, Mae Che Sansanee Sthirasuta, que há 30 anos dedica-se à promoção da paz e da harmonia. Também o médico muçulmano e membro da Comissão para o diálogo inter-religioso, Suthep Loh-la-moh, que ressaltou: “há paz nos nossos corações, e onde há paz, haverá também felicidade”.

Carta de boas-vindas para o Papa em Assis
Por ocasião da Jornada de Reflexão,
Diálogo e Oração pela Paz e a Justiça no Mundo, que se realiza em Assis, no próximo 27 de outubro, Bento XVI e os delegados representantes das religiões mundiais serão acolhidos nas Basílicas de Santa Maria dos Anjos e de São Francisco. O Ministro Geral da Ordem dos Frades Menores, Frei José Rodriguez Carballo, na carta de boas-vindas ao Santo Padre, quis evidenciar a estreita relação entre o tema da Jornada – “peregrinos da verdade, peregrinos da paz” - e a figura de São Francisco de Assis.

Segundo Frei Rodriguez, São Francisco “é uma referência natural para os que cultivam o ideal da paz, do respeito pela natureza, o diálogo entre as pessoas, entre as religiões e a cultura”. Continuando a carta, agradece ao Papa por continuar a obra iniciada por João Paulo II há 25 anos atrás, quando celebrou a primeira Jornada.
Para o Ministro, “a paz é inseparável da verdade e, por não termos ainda a alcançado, devemos nos sentir a caminho, peregrinos”. “Nós, Frades Menores – conclui o sacerdote – nos empenhamos a sermos também nós, como foi Francisco, instrumentos de paz e de reconciliação, colocando amor onde há ódio, paz onde há violência, fé onde há dúvida, verdade onde há erro, perdão onde há ofensa”.

Programa (hora local)
08h00 – Partida de Bento XVI e das delegações, em comboio, desde a estação do Vaticano, com os líderes das delegações religiosas mais representativas.
09h45 – Chegada à estação ferroviária de Assis. Transferência em autocarro para a basílica de Santa Maria dos Anjos. Saudação das autoridades religiosas e civis.
10h15 - As delegações instalam-se na basílica. Bento XVI é recebido pelos ministros gerais das ordens franciscanas (frades menores, frades conventuais, frades capuchinhos, ordem terceira). O Papa acolhe, à porta da basílica, os chefes das delegações inter-religiosas.
Saudação do cardeal Peter Turkson, presidente do Conselho Pontifício Justiça e Paz.
Projeção de um vídeo em memória do encontro de 1986.
Intervenções
- Bartolomeu I, patriarca ecuménico de Constantinopla (Ortodoxo).
- Rowan Williams, arcebispo da Cantuária, primaz da Comunhão Anglicana (Inglaterra).
- Norvan Zakarian, arcebispo primaz da diocese arménia na França.
- Olav Fykse Tveit, secretário-geral do Conselho Ecuménico das Igrejas.
- Rabi David Rosen, representante do Grão Rabinato de Israel.
- Wande Abimbola, religião Yoruba.
- Acharya Shri Shrivatsa Goswami, representante da religão hindu.
- Ja-Seung, presidente de “Jogye Order”, budismo coreano.
- Kyai Haji Hasyim Muzadi, secretário-geral da Conferência Internacional das Escolas Islâmicas.
- Julia Kristeva, representante dos não-crentes.
Intervenção de Bento XVI
12h30 – O Papa e os chefes das delegações entram no convento da Porziuncola (franciscanos).
13h00 – Almoço nos refeitórios do convento.
13h45-15h30 – Tempo de silêncio. Encontro de jovens na Praça de São Francisco.
15h15 – As delegações são recebidas pelos coros do Gen Verde, Gen Rosso e Interfrancescano.
16h30 – Encontro conclusivo.
Saudação do cardeal Jean-Louis Tauran, presidente do Conselho Pontifício para o Diálogo Inter-religioso.
Renovação solene do Compromisso para a Paz.
-Introdução por Bartolomeu I.
- Federação Luterana Mundial.
- Sikh.
- Alexandre, patriarcado de Moscovo.
- Aliança Mundial Batista.
- Muçulmano.
- Metropolita Gregorios, patriarcado siro–ortodoxo de Antioquia.
- Taoísta.
- Budista.
- Xintoísta.
- Rabino.
- Setri Nyomi, Comunhão Mundial das Igrejas Reformadas.
- Guillermo Hurtado, representante dos não-crentes.
Conclusão de Bento XVI.
Gesto simbólico - Entrega de lâmpadas aos chefes das delegações. Cardeal Kurt Koch, presidente do Conselho Pontifício para a Promoção da Unidade dos Cristãos.
Abraço da paz.
Despedida do Papa.
18h00 – Bento XVI e os chefes das delegações que o desejarem passam diante do túmulo de São Francisco.

Nenhum comentário:

Os Mais Vistos