Ordem dos Frades Menores Conventuais - Custódia Provincial Imaculada Conceição - Franciscanos Conventuais do Rio de Janeiro - PAZ & BEM!!!

domingo, 9 de janeiro de 2011

Batismo do Senhor

PAPA PRESIDE MISSA DO BATISMO DO SENHOR E BATIZA 21 BEBÊS

Cidade do Vaticano, 09 jan (RV) - Na manhã deste domingo, na Capela Sistina, o Santo Padre presidiu a Missa do Batismo do Senhor, durante a qual administrou o Sacramento do Batismo a 21 crianças. A festa do Batismo do Senhor, celebrada no primeiro domingo após a solenidade da Epifania, conclui o tempo natalino com a manifestação do Senhor no Jordão.

Bento XVI iniciou a missa saudando pais, padrinhos e parentes dos bebês que ali estavam para serem batisadas:

“Caras mães e caros pais, dou-vos as boas-vindas e aos padrinhos e às madrinhas, e acolho, com alegria, em nome da grande família que é a Igreja, essas amadíssimas crianças que trouxestes à Capela Sistina para que recebam o Sacramento do Batismo. O nascimento de vossas crianças deu um significado particular à celebração do Natal em vossas famílias: elas são um sinal do amor de Deus e um chamado a valore e à dignidade de toda pessoa humana.”

O Papa, novamente, fez especial referência às crianças e seus parentes, no início de sua homilia:

“Tenho a alegria de dar-lhes as cordiais boas-vindas, em particular a vocês, pais, padrinhos e madrinhas dos 21 recém-nascidos aos quais, daqui a pouco, terei a alegria de administrar o Sacramento do Batismo. Como já é tradição, tal rito se dá também este ano na santa eucaristia com a qual celebramos o Batismo do Senhor.(...) Segundo a narração do evangelista Mateus (3, 13-17), Jesus vai da Galileia ao rio Jordão, para fazer-se batizar por João”

Em seguida, Bento XVI falou sobre o significado do Batismo administrado por João, “um gesto que convidava à humildade diante de Deus, para um novo início”, já que, daquela forma, pedia-se a Deus a purificação pelas culpas, propondo-se à mudança dos comportamentos errados. E foi por isso, disse o Sato Padre, “que quando o Batista vê Jesus que, na fila com os pecadores, chega para fazer-se batizar, fica atônito; reconhecendo n'Ele o Messias, o Santo de Deus, Aquele que não tem pecado, João manifesta o seu desconcerto: ele mesmo, aquele que batizava é que deveria fazer-se batizar por Jesus. Mas Jesus o exorta a não opor resistência, a aceitar fazer esse ato, para operar aquilo que é conveniente para "realizar toda justiça".

Seguindo sua homilia, durante a qual falou detalhadamente sobre o significado do Batismo de Jesus e do significado desse ato para todos os seres humanos, o Pontífice explicou que, através do gesto do Filho, “o Pai manifesta abertamente aos homens a comunhão profunda que o une ao Filho, expressão do amor que os une”. E assim, dirigindo a palavra aos pais das crianças que estavam para ser batizadas, foi encaminhado-se para o fim da cerimônia, acrescentando:

“Caros pais, o Batismo que vocês hoje pedem para as suas crianças, as insere nesse intercâmbio de amor recíproco que existe em Deus entre o Pai, o Filho e o Espírito Santo; por esse gesto que estou para realizar, se derrama sobre elas o amor de Deus, inundando-as dos seus dons.(...) Confiando-os à materna intercessão de Maria Santíssima, peçamos para eles vida e saúde, para que possam crescer e amadurecer na fé, e produzir, com a sua vida, frutos de santidade e de amor.” (ED)

Nenhum comentário:

Os Mais Vistos