Ordem dos Frades Menores Conventuais - Custódia Provincial Imaculada Conceição - Franciscanos Conventuais do Rio de Janeiro - PAZ & BEM!!!

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Lectio Divina - 4º Domingo do Advento

LECTIO DIVINA – 19 de dezembro de 2010
4º Domingo do Advento – Ano A
Texto Bíblico: Mateus 1,18-25

Eis como nasceu Jesus Cristo: Maria, sua Mãe, estava noiva de José. Antes de viverem juntos, ela concebeu por milagre do Espírito Santo. José, seu noivo, era um homem de bem. Não querendo difamá-la, resolveu deixá-la secretamente. Enquanto pensava assim, um anjo do Senhor apareceu-lhe em sonhos e lhe disse: José, descendente de Davi, não temas receber Maria por esposa, pois, o que nela foi concebido veio do Espírito Santo. Ela dará à luz um filho a quem tu porás o nome de Jesus, porque ele salvará o seu povo de seus pecados. Tudo isso aconteceu para que se cumprisse o que o Senhor falou pelo profeta: Eis que a Virgem conceberá e dará à luz um filho que se chamará Emanuel, que significa: Deus conosco. Despertando, José fez como o anjo do Senhor lhe havia mandado e recebeu em sua casa sua esposa. E sem que tenham eles convivido, ela deu à luz o seu filho que recebeu o nome de Jesus.

1 – LEITURA: O que diz o texto?
No 4º Domingo do Advento, é apresentada a concepção virginal e o nascimento de Jesus pelo evangelho de s. Mateus. Logo de início é dado a Jesus o título de Messias. Maria está grávida e José, como homem de bem e obediente à lei de Deus, decide romper seu compromisso com sua esposa, mas em segredo. Foi quando Deus por meio de seu anjo lhe diz que receba Maria como esposa e o filho que ela está gerando pelo poder do Espírito Santo. Pede que chame seu filho de Jesus, que em hebraico quer dizer Deus salva. Pois este Menino vai salvar seu povo dos pecados. José obedece ao Senhor. S. Mateus nos lembra que já o profeta Isaías havia anunciado: uma virgem que conceberá e dará à luz um filho, cujo nome é Emanuel: Deus está conosco.

Observação: Entre os judeus os noivos não viviam juntos. Mas era forte já seu compromisso. Chegavam a ser chamados já de esposos. E para romper esta união era necessária até uma carta de divórcio. O casamento se realizaria com uma longa cerimônia em que a noiva era conduzida em procissão até a casa do noivo.

Outros textos bíblicos para comparar: Lc 2,1-7; Is 7,14; Dt 22,23-24; Mt 25,1.

Perguntas sobre a leitura:
* Como começa o texto? Quais personagens aparecem?
* Quais são os 3 títulos que são dados a Jesus?
* O que significa cada um?
* Maria e José eram só amigos? Quem era José?
* Que decisão tomou José ao saber da verdade sobre Maria? Por quê?
* Que disse o anjo a José? E o que ele decidiu então?
* Que profecia previa este fato?
* Que podemos pensar de José, de seu silêncio?

2 – MEDITAÇÃO: Que me diz o texto? Que nos diz o texto?
* Pode-se dizer de mim como se diz de José que sou uma pessoa boa, que obedeço às leis de Deus? Em que medida SIM, em que medida NÃO?
* Que penso sobre o respeito e compromisso de José? Eu sou assim?...
* Estou atento à Palavra de Deus que me chega pelas pessoas, pela própria vida?
* Como entender hoje que um menino vai ser o Messias,o Salvador, Deus conosco?
*Acredito: Deus cumpre o que promete? Como entender não sermos atendidos por Ele?

3 – ORAÇÃO: Que devo dizer ao Senhor? Que nós devemos dizer ao Senhor?
A resposta da oração pode ser iluminada com um texto de João Paulo II no documento sobre S. José (Redemptoris Custos) n.8: S. José foi chamado por Deus para servir diretamente à pessoa e à missão de Jesus pelo exercício da paternidade. Coopera no tempo da salvação para o grande mistério da redenção e é verdadeiro ministro da salvação. Sua paternidade se manifesta por fazer de sua vida um serviço, um sacrifício, ao mistério da Encarnação e à missão redentora ligada a ele. Pelo uso da autoridade legal, que exercia sobre a Sagrada família para fazer dom total de sua vida e trabalho. Por haver transformado sua vocação humana ao amor do lar com a oferta de si, de seu coração e de toda sua capacidade ao amor colocado a serviço do messias que cresce em sua casa.

4 – CONTEMPLAÇÃO: Como posso interiorizar a mensagem? Como interiorizamos a Mensagem?
Para contemplar, usemos a jaculatória para pedir a Deus por meio de São José o que estamos precisando neste momento:

* S. José, esposo de Maria e patrono da Igreja, escuta-nos...
** S. José, esposo de Maria e patrono da Igreja, escuta-nos...

5 – AÇÃO: Em que me comprometo? Em que nos comprometemos?
Propostas pessoais
* Buscar estar sempre atento para escutar a voz de Deus em minha vida.
* Pedir sempre a intercessão de S. José

Propostas comunitárias
* Refletir em nossos grupos como imitar as virtudes de S. José em nossos ambientes.
* Fazer uma celebração comunitária para pensar com calma nos nomes que são dados ao Filho de Deus: Messias, Jesus e Emanuel.

Nenhum comentário:

Os Mais Vistos