Ordem dos Frades Menores Conventuais - Custódia Provincial Imaculada Conceição - Franciscanos Conventuais do Rio de Janeiro - PAZ & BEM!!!

terça-feira, 10 de agosto de 2010

O Cristo de Santa Clara

“Olhe dentro desse espelho todos os dias, ó rainha, esposa de Jesus Cristo,
e espelhe nele, sem cessar, o seu rosto,

para enfeitar-se toda, interior e exteriormente,

vestida e cingida de variedade,

ornada também de flores caríssimas do sumo Rei.

Pois nesse espelho resplandecem a bem-aventurada pobreza,

A santa humildade e a inefável caridade,

como, nele inteiro, você vai contemplar com a graça de Deus.”

(4CtIn 15-18)

O Cristo de Clara

         Clara ao olhar para o espelho, procura contemplar a identidade, e buscar o seu amado, Jesus Cristo. Por isso foi pobre por opção. Entregou sua vida como penitente, porque teve um imenso amor por todas as pessoas, por todas as criaturas. Não fugiu da cruz, abraçou-a, como uma virgem despojada, vazia, pobre, com todo seu interior reservado para Deus.
         Soube viver uma amizade terna, profunda, despojada, com um carinho inaudito. Seu caminho sempre foi realizar a vontade do Pai. Nunca se impôs, nem jamais pensou que fosse mais do que sabia que era. Não quebrou o caniço que já estava partido. Não soprou a vela que já estava quase apagado. Pelo contrário. Trouxe saúde a muitas pessoas como quem se encontrou. Foi sempre alegre, e muito gentil.
         Sempre se encantou com tudo que descobria de bonito ao seu redor. Dava graças ao Pai por ter feito coisas e pessoas tão bonitas. Louvava-o por ter revelado seus melhores segredos aos pequeninos. Lavava os pés dos outros. Cuidava de seu conforto e da sua saúde. Quando era preciso, sempre foi firme como uma rocha. Mas não feriu ninguém, não magoou. Tinha palavras de vida. Uniu-se ao Povo de Deus em esponsais tenros e eternos...
         De quem estou falando? De Jesus Cristo. De Clara de Assis. Do Cristo que nasceu em Clara, filha de Favarone, amiga de Francisco, irmã dos pobres, esposa de Jesus, expressão do Espírito Santo, filha de Deus Pai.
Frei José Carlos Corrêa Pedroso, OFMCap.
         “O Cristo de Clara.”
Centro Franciscano de Espiritualidade
         Piracicaba - 1994
Pesquisa feita por Frei Marcelo dos Santos Silva, OFMConv.

Oração para Aviadores
(Manuel Bandeira)
Santa Clara, clareai
Estes ares.
Dai-nos ventos regulares,
de feição.
Estes mares, estes ares
Clareai.


Santa Clara, dai-nos sol.
Se baixar a cerração,
Alumiai
Meus olhos na cerração.
Estes montes e horizontes
Clareai.


Santa Clara, no mau tempo
Sustentai
Nossas asas.
A salvo de árvores, casas,
E penedos, nossas asas
Governai.


Santa Clara, clareai.
Afastai
Todo risco.
Por amor de S. Francisco,
Vosso mestre, nosso pai,
Santa Clara, todo risco
Dissipai.


Santa Clara, clareai.

 



Bênção de Santa Clara de Assis
O Senhor os abençoe e guarde.
Mostre-lhes o seu rosto e tenha misericórdia de vocês.
Amém!
Volte a sua face para vocês e lhes dê a paz.
Amém!
O Senhor esteja sempre com vocês e vocês também estejam sempre com Ele.
Amém!
Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.
Amém!
Santa Clara de Assis

Nenhum comentário:

Os Mais Vistos